segunda-feira, 9 de março de 2009

Conclusão

A diminuição do custo e a facilidade de acesso aos métodos anticoncepcionais femininos e masculinopoderiam ter reduzido o aborto , ele seria praticado apenas para salvar a vida da mãe ou na circunstância do feto ter sido gerado por estuproou ser invíavel por um grave defeito na formação. O aborto continua sendo um dilema e um risco para a saúde de quase um milhão de mulheres brasileiras todos os homens. Tem crescido o número de médicos que diante da irredutibilidade das pacientes em abortar , consideram seu dever profissional. Sem muita precisão , os especialistas acreditam que chegue a um milhão o número de abortos clandestinos realizados anualmente no Brasil. As complicações decorrentes de abortos mal- realizados, sem condições de higiene ou segurança, representa a 4°causa de morte matern. Na década de 80 , chegava a 4 milhões o número de mortes no Brasil por ano. Hoje 40% da população mundial vive em países onde o aborto é totalmente permitido , 0,5% vive em países onde é extremamente proíbido , 59,5% vive em países onde é permitido em casos excepcionais.

2 comentários: